RI-FJP  Escola de Governo (EG)  EG – Teses de doutorado 

Utilize o seguinte identificador para referenciar este item:
http://www.repositorio.fjp.mg.gov.br/handle/123456789/1283

Título: Servidores do setor público de Minas Gerais: valores pessoais e organizacionais, suas implicações sobre expectativas e trajetórias profissionais e correlações com a questão geracional
Autor: Custódio, Luciana Silva
Orientador: Sant´Anna, Anderson de Souza
Membros da banca: Nunes, Simone Costa
Kilimnik, Zélia Miranda
Oliveira, Fátima Bayma de
Dias, Devanir Vieira
Nível: Doutorado
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Afiliação: Fundação João Pinheiro
Data: 2013
Descritores: Cultura organizacional
Servidor público
Administração de pessoal
Keywords: Organizational culture
Public server
Personnel administration
Palavras-Chave: Gestão de pessoas no setor público
Diversidade geracional
Valores organizacionais
Valores pessoais
Resumo: O presente trabalho buscou investigar em que medida diferentes grupos geracionais de servidores do setor público do poder executivo do estado de Minas Gerais apresentam distintos valores pessoais e organizacionais e de que forma tais valores se manifestam em suas trajetórias e expectativas profissionais. Para tanto, uma metodologia de pesquisa tríplice foi estabelecida: métodos quantitativos, qualitativos e, dentro desses últimos, a evocação de imagens. Cinco hipóteses foram estabelecidas. As quatro primeiras afirmavam a existência de diferenças estatisticamente significativas entre valores pessoais e organizacionais entre os indivíduos investigados pertencentes à Geração Veterana (H1), Geração Baby Boomer (H2), Geração X (H3) e Geração Y (H4). A Hipótese 5 afirmava a existência de diferenças estatisticamente significativas entre valores pessoais e organizacionais para cada geração em análise. A hipótese nula para cada uma das hipóteses constitui a não observância daquilo que determinada hipótese estabelece. Além da verificação das hipóteses procurou-se investigar se valores pessoais e organizacionais interferem nas escolhas do indivíduo ao longo de sua carreira. Tal pergunta de pesquisa pôde ser respondida por meio da metodologia qualitativa utilizada. Além dessa questão, outra ainda se fez importante na medida em que foi preciso investigar se os construtos teóricos que delineiam os perfis geracionais, construtos estes de origem norte-americana em sua maioria, podem ser utilizados para descrever o perfil de gerações de trabalhadores brasileiros. As escalas utilizadas para a pesquisa quantitativa foram a EVT-R, de Porto e Pilati (2010), e o IPVO, de Oliveira e Tamayo (2004). Apenas a hipótese H1 não pôde ser verificada por insuficiência de respondentes pertencentes à Geração Veterana. As hipóteses nulas foram todas rejeitadas. As demais hipóteses, H2, H3, H4 e H5, foram todas atendidas. Em relação às perguntas de pesquisa, a interferência dos valores, pessoais e organizacionais, nas trajetórias profissionais dos indivíduos, foi evidenciada para os três grupos geracionais analisados – Geração Baby Boomer, Geração X e Geração Y. Acresce-se como resultado desta etapa da pesquisa a percepção de diferenças entre valores das gerações analisadas. Esses achados em relação aos valores pessoais e organizacionais podem ser ampliados para o conjunto dos grupos sociais aos quais pertencem os entrevistados, conforme Tinoco (2007). Analogamente, a partir da análise das entrevistas, pôde-se verificar o elemento “estabilidade”, caracterizado como valor comum à população estudada, independente da geração a que pertence esse servidor. Em relação à outra questão de pesquisa, elementos elencados como típicos de cada geração foram observados nos perfis dos sujeitos pesquisados no Brasil. Isso sugere, a partir da perspectiva dos respondentes, uma internalização dos construtos norte-americanos, em sua maioria, para se analisar o perfil do trabalhador brasileiro pertencente a estratos geracionais variados. Acredita-se, pois, que os objetivos propostos foram cumpridos e que se pôde contribuir, do ponto de vista prático sobretudo para o setor público, ao se agregarem achados que permitam o delineamento de políticas e práticas de gestão, capazes de maior aproveitamento do potencial de cada um dos grupos geracionais investigados; e, finalmente, do ponto de vista metodológico, ao se associarem diferentes metodologias, incluindo o uso de evocação de imagens em pesquisas organizacionais.
Abstract: The present study sought to investigate the extent to which different generational groups of servers from the public sector of the Executive power of the State of Minas Gerais have distinct personal and organizational values and how these values are manifested in their careers and professional expectations. To this end, a triple research methodology was established: qualitative and quantitative methods, within these last, the evocation of images. Five hypotheses were established. The first four claimed the existence of statistically significant differences between personal and organizational values between investigated individuals belonging to the Veteran Generation (H1), the Baby Boomer generation (H2), generation X (H3) and generation Y (H4). 5 hypothesis asserted the existence of statistically significant differences between personal and organizational values to each generation. The null hypothesis for each one of the hypotheses is the failure of that particular hypothesis. In addition to the verification of hypotheses sought to investigate whether personal and organizational values interfere in an individual's choices throughout his career. Such research question might be answered by means of qualitative methodology used. In addition to this, another was important to the extent that it was necessary to investigate whether the theoretical constructs that delineate the generational profiles, these constructs of American origin for the most part, can be used to describe the profile of generations of Brazilian workers. The scales used for the quantitative research were the EVT-R, Porto and Pilati (2010), and the IPVO, de Oliveira and Tamayo (2004). Only the H1 hypothesis could not be checked for inadequacy of the respondents belonging to the Veteran Generation. The null hypotheses were all rejected. The other hypothesis, H2, H3, H4 and H5 were all met. In relation to the research questions, the interference of personal and organizational values, in the careers of individuals, was shown to the three generational groups analyzed-Baby Boomer generation, generation X and generation Y. Moreover, as a result of this step of research the perception of differences among generations analyzed values. These findings in relation to personal and organizational values can be extended to all the social groups to which they belong to respondents, as Tinoco (2007). Similarly, from the analysis of the interviews, could check the element "stability", featured as a common value to the population studied, regardless of the generation to which this server belongs. In relation to another issue, listed as typical elements of each generation have been observed in the profiles of the subjects surveyed in Brazil. This suggests, from the perspective of respondents, an internalisation of American constructs, mostly, to analyze the profile of Brazilian workers in the generational strata. It is believed, therefore, that the proposed objectives have been met and that might contribute, from a practical point of view especially for the public sector, if aggregate findings that allow the design of policies and management practices, capable of greater use of the potential of each one of the generational groups investigated; and, finally, methodological point of view, if you associate different methodologies, including the use of evocation of images in organizational research.
Referência: CUSTÓDIO, Luciana Silva. Servidores do setor público de Minas Gerais: valores pessoais e organizacionais, suas implicações sobre expectativas e trajetórias profissionais e correlações com a questão geracional. Belo Horizonte, 2013. 208 f. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte. 2013.
Aparece na(s) coleção(ções):EG – Teses de doutorado

Arquivos deste item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
Servidores do setor público de Minas Gerais_Tese.pdf1,73 MBAdobe PDFVer/Abrir
Visualizar estatísticas

Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons

Creative Commons

Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.